Bangladesh

824 pessoas formalmente acusadas de motim


 

Lusa / AO online   Internacional   12 de Jul de 2010, 12:03

A justiça do Bangladesh acusou esta segunda-feira formalmente 824 pessoas por envolvimento no massacre de dezenas de militares de alta patente num motim ocorrido em Fevereiro de 2009, anunciou um procurador.
“Acusámos formalmente 824 pessoas de homicídio, conspiração, cumplicidade em homicídio, roubo de armas militares e incêndio voluntário”, disse o procurador Mosharraf Hossain Kazal, acrescentando que o julgamento deverá prolongar-se por pelo menos um ano.

Centenas de homens das Bangladesh Rifles, unidade paramilitar responsável pela vigilância das fronteiras, amotinaram-se a 25 de Fevereiro de 2009 contra os seus oficiais, durante 33 horas, depois de verem rejeitadas as suas reivindicações relativas ao soldo e às condições de trabalho.

Pelo menos 74 pessoas morreram, na sua maioria militares, cujos cadáveres mutilados foram lançados para valas comuns e esgotos.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.