80ª feira do livro de Lisboa arranca com presença açoriana


 

LUsa/AO On line   Nacional   29 de Abr de 2010, 06:30

 A 80.ª Feira do Livro de Lisboa no Parque Eduardo VII abre hoje com horário de encerramento alargado até 23:30 e uma hora diária de segunda a quinta-feira em que alguns livros custarão metade do preço.

 

A inauguração oficial está marcada para as 15:00 e conta com presença da ministra da Cultura, Gabriela Canavilhas, do vice-presidente da Câmara de Lisboa, Manuel Salgado, e da vereadora da Cultura, Catarina Vaz Pinto.

A Feira deste ano é composta por 236 pavilhões, um maior número de expositores que o ano passado, correspondendo ao aumento económico do setor livreiro que se calcula ter sido entre os cinco e os sete por cento, disse o presidente da Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL), Paulo Teixeira Pinto, que organiza o certame.

A Feira abrirá de segunda a sexta-feira às 12:30 e encerrará às 23:30. Aos sábados, domingos e feriados abrirá às 11:00 e encerrará às 23:30.

A "happy hour", denominada "Hora H", permite comprar por metade do preço livros que tenham mantido o preço fixo durante os últimos 18 meses.

A Hora H é "um conceito comercial", mas também um "momento de festa", tanto mais que cada dia, entre segunda e quinta-feira, "apenas um terço dos participantes é que estará em 'Hora H' em cada um dos dias", explicou à Lusa João Espadinha, da comissão Técnica da Feira.

Todos os dias, às 21:30, haverá música ao vivo num palco instalado na parte sul do Parque, frente à Rotunda. Stonebones & Bad Spaghetti abrem sexta-feira o cartaz, que inclui música brasileira, jazz e música clássica.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.