Calor

7 distritos em alerta vermelho devido a temperaturas elevadas

7 distritos em alerta vermelho devido a temperaturas elevadas

 

Lusa / AO online   Nacional   28 de Jul de 2010, 10:23

A Direcção-geral de Saúde (DGS) colocou esta quarta-feira sete distritos em alerta vermelho, o mais alto de três níveis, devido à persistência das temperaturas elevadas que continuam a afectar Portugal continental desde o início da semana.
Braga, Santarém, Lisboa, Portalegre, Évora, Setúbal e Beja são os distritos sob alerta máximo, segundo a DGS, que informa que as elevadas temperaturas poderão provocar “graves problemas” para a saúde, pelo que os cuidados deverão “ser redobrados”.

O Instituto de Meteorologia (IM) colocou igualmente o distrito de Braga sob aviso vermelho pelo segundo dia consecutivo, o mais elevado de uma escala de quatro, devido à previsão de que as temperaturas cheguem esta quarta-feira aos 39 graus Celsius.

Sob aviso laranja, que representa uma situação de risco grave a moderado, está Leiria, que deverá chegar aos 39º, Viana do Castelo, para o qual se prevê uma temperatura de 37º, e os distritos de Aveiro e Guarda, ambos com 36º.

Os restantes distritos de Portugal Continental encontram-se sob aviso amarelo, o que configura uma situação de risco para a realização de determinadas actividades dependentes das condições meteorológicas, com excepção de Faro, cujo aviso se refere unicamente à existência de alguma agitação marítima.

De acordo com as previsões do IM, Beja e Évora serão os distritos com as temperaturas mais elevadas, cerca de 40º, seguidos de Portalegre, Braga e Leiria com 39º, 38º em Castelo Branco, Viseu e Vila Real, e 37º em Viana do Castelo e Coimbra.

Bragança, Porto e Guarda deverão chegar aos 36º, Lisboa registará 35º, 33º em Sines e 32º em Faro.

Sagres será o distrito de Portugal continental a registar a temperatura mais baixa, 28º, enquanto que o Funchal, no arquipélago da Madeira, chegará aos 26º e Ponta Delgada, nos Açores, terá 25º.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.