Economia

Plano Estratégico para a Coesão avança antes do final do ano

Regional /
Sérgio Ávila

1043 visualizações   

O vice-presidente do Governo Regional dos Açores, Sérgio Ávila, revelou esta segunda-feira, nas Flores, que o executivo vai lançar, antes do final do ano, o Plano Estratégico para a Coesão dos Açores, que permitirá discriminar positivamente as ilhas mais pequenas.
 
“Trata-se de mais uma ferramenta estratégica e operacional que vai permitir introduzir mais-valias que discriminem ainda mais positivamente as ilhas de menor dimensão, identificando, apoiando e incentivando o desenvolvimento de novos segmentos de actividade económica”, afirmou.

Sérgio Ávila falava na ilha das Flores, na cerimónia de inauguração de uma nova unidade hoteleira, que envolveu um investimento de 5,5 milhões de euros e se insere nesta estratégia de coesão defendida pelo governo açoriano.

Na sua intervenção, referiu como outros exemplos o novo hotel de quatro estrelas recentemente inaugurado na Graciosa, o campo de golfe que vai ser construído em Santa Maria e a Pousada de Juventude de S. Jorge.

“São investimentos que apostam na diversificação e qualificação da oferta turística, realçando os pontos fortes e as potencialidades que cada ilha pode disponibilizar”, afirmou.

O Hotel das Flores, classificado com quatro estrelas, possui 26 quartos e uma suite, num total de 52 camas, tendo sido construído num local com vista privilegiada sobre o oceano.

Esta unidade hoteleira possui piscina exterior, ginásio restaurante e sala de reuniões, tendo permitido a criação de 12 postos de trabalho directos.

Para Sérgio Ávila, este investimento pretende “reforçar e impulsionar a dinâmica económica e aumentar o prestígio e a visibilidade desta magnifica ilha”.

Nesse sentido, defendeu que o novo hotel “deve ser encarado pelos empresários turísticos das Flores sem qualquer receio de concorrência, mas sim como uma nova oportunidade e um novo aliado na consolidação do turismo florentino”.

“Acreditamos que estão reunidas as bases para a consolidação e fortalecimento duma estratégia de sustentabilidade da oferta do destino turístico das Flores, em complemento com outras ilhas da região”, defendeu.

Na sua intervenção, o vice-presidente do governo regional destacou também a recuperação da zona envolvente da nova unidade, onde foi construído o Centro de Interpretação Ambiental e Cultural, num investimento superior a um milhão de euros, e será reabilitada a Fábrica da Baleia, uma obra orçada em mais de dois milhões de euros.

O novo Hotel das Flores vai ser explorado pela Fundação INATEL, tendo Sérgio Ávila destacado a “vasta experiência” desta instituição no sector da hotelaria e turismo

Numa nota de apresentação do hotel, a Fundação INATEL salienta que “está especialmente direccionado a pessoas que procuram a tranquilidade, a natureza e a prática de desportos, como a pesca, o mergulho ou o pedestrianismo”.