Zuraida Soares defende "aposta corajosa" na educação

Zuraida Soares defende "aposta corajosa" na educação

 

Lusa/AOonline   Regional   2 de Out de 2012, 16:27

A coordenadora regional do BE/Açores, Zuraida Soares, defendeu esta terça-feira no Pico uma "aposta corajosa e ambiciosa" na educação, alegando que o arquipélago tem "décadas de atraso estrutural" nesta área.

"Todo o investimento na educação sobretudo ao nível do ensino público é altamente reprodutivo. A nossa região tem décadas de atraso estrutural nesta área, sobretudo ao nível da escolaridade e literacia", frisou Zuraida Soares que hoje dedicou especial atenção ao setor educativo na campanha para as eleições regionais de 14 de outubro numa visita à ilha do Pico.

A cabeça de lista bloquista pelo círculo de S.Miguel às eleições elencou um conjunto de situações que considerou serem "a prova de que não existem nos Açores políticas para recuperar décadas de atraso" no ensino.

Zuraida Soares, que esteve reunida com a direção da Escola Básica e Secundária das Lajes do Pico referiu-se ao caso concreto das "largas centenas de professores precários" no sistema regional de ensino, mas que "respondem a necessidades permanentes do sistema", apontando ainda os níveis "muito significativos de abandono e insucesso escolar" na região.

“Nesta escola que visitei no Pico, num corpo docente de 112 professores, existem 37 docentes contratados, alguns deles há largos anos. Também na Escola Profissional nesta ilha o corpo docente de cerca de 40 professores todos eles estão a recibos verdes, alguns há mais de 12 anos”, apontou.

Zuraida Soares criticou ainda "a falta de igualdade de oportunidades que enfrentam muitas crianças e jovens nas escolas açorianas o que faz com que o seu desempenho e sucesso dependa das condições mais favoráveis das famílias", contestando o Estatuto do Aluno que disse "castigar os mais pobres pelas várias negligências de que são vitimas".

"Não faremos esta aposta corajosa enquanto não criarmos mecanismos de apoio transparentes, claros e acessíveis para os alunos da nossa universidade que se vêm confrontados em abandonar os estudos por falta de condições financeiras das suas famílias", acrescentou.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.