Washington reduz arsenal nuclear


 

Lusa/AO online   Internacional   19 de Dez de 2007, 09:08

     O presidente George W. Bush "aprovou a entrada em vigor até final de 2007 de uma redução importante dos 'stocks' norte-americanos de armas nucleares", disse a porta-voz da Casa Branca, Dana Perino, num comunicado.
     O perito Robert Norris, do Natural Defenses Resource Council, um grupo de investigação independente sobre o ambiente e o desarmamento, considerou o anúncio "interessante e importante".

    Segundo ele, o governo norte-americano antecipa assim em cinco anos a data que fixara de 2012 para transferir 5.000 ogivas nucleares do controlo do Exército para o do Departamento da Energia.

    Trata-se do primeiro passo para o desmantelamento de uma parte do arsenal nuclear norte-americano, que deve deixar os Estados Unidos com cerca de 5.400 ogivas nucleares, disse.

    Com a decisão anunciada terça-feira, o arsenal nuclear norte-americano representará menos de um quarto do que era no final da Guerra Fria, no início dos anos 1990, disse a Casa Branca.

    "Reduzimos o nosso stock de armas nucleares ao nível mais baixo compatível com a segurança nacional da América e com os compromissos tomados com os nossos amigos e aliados", disse a porta-voz de Bush.

    "Uma força credível de dissuasão continua a ser uma componente essencial da segurança nacional norte-americana e as forças nucleares continuam a ser cruciais para enfrentar os novos desafios em matéria de segurança", disse.

    A redução dos 'stocks' inscreve-se num "esforço global" por parte do presidente para "reduzir a dependência dos Estados UNidos em relação às armas nucleares, e para racionalizar e modernizar as nossas infra-estruturas nucleares".
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.