Cinema

Warner Bros procura apagar um vídeo do último Harry Potter na Internet


 

Lusa/AO online   Internacional   19 de Nov de 2010, 10:29

O estúdio Warner Brothers indicou quinta-feira que está “activamente empenhado” em fazer desaparecer um excerto do último filme da série Harry Potter que “foi roubado” e difundido ilegalmente na Internet antes da estreia do filme.
A Warner Bros disse estar determinada em perseguir quem difundiu este excerto do início do primeiro episódio de “Harry Potter e os talismãs da morte”.

O filme, que deve tornar-se num sucesso de bilheteira, como as anteriores aventuras do feiticeiro proveniente da imaginação da britânica J.K. Rowling, estreia hoje na maioria das salas de cinema do mundo inteiro.

“Esta semana, um excerto de +Harry Potter e os talismãs da morte, parte 1+ foi roubado e difundido ilegalmente na Internet. Esta situação constitui uma grave violação dos direitos de reprodução e um roubo da propriedade da Warner Bros”, indicou o estúdio num comunicado.

“Estamos activamente empenhados em restringir e/ou eliminar as cópias disponíveis” e “vamos perseguir as pessoas implicadas com todas as armas legais disponíveis”, avisou a Warner Bros.

Segundo a revista britânica New Musical Express (NME), a parte copiada corresponde aos primeiros 36 minutos do filme, situação que a Warner não confirmou de imediato.

No penúltimo episódio da saga, Harry e os seus amigos Hermione e Ron partem em busca dos Horcruxes, receptáculos onde o Senhor das Trevas, Voldemort, armazenou partes da sua alma, o que lhe permite permanecer imortal.

O filme termina sem conclusões, esperando a saída do segundo episódio, previsto para Julho.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.