"Vou manter a filosofia da equipa mas vou imprimir o meu cunho"

Carregando o video...

 

Nuno Martins Neves   Futebol   28 de Nov de 2012, 16:19

André Branquinho assumiu terça-feira a braçadeira de treinador principal do Operário, um sonho "realizado"

Aos 28 anos, André Branquinho concretiza um dos seus sonhos: chegar a treinador principal e logo no ‘seu’ Operário. A saída de Francisco Agatão para o Recreativo de Caála precipitou a promoção do jovem técnico que nos últimos quatro anos foi adjunto do treinador alentejano.

“Fui atleta do Operário desde os 8 anos de idade. Fiz o percurso todo na formação, fui campeão da Série Açores enquanto sénior, enveredei pela carreira de treinador, onde fiz também toda a formação e nos últimos quatro anos fui adjunto do ‘mister’ Agatão.Por isto tudo, é a realização de um sonho pessoal”, explicou.

André Branquinho estreia-se como timoneiro de um clube sénior no emblema do seu coração e assegura estar confiante nas suas capacidades. Com o Operário no pelotão da frente - 4º, com 15 pontos, a quatro dos líderes Cinfães e Anadia - o novo técnico fabril quer manter o clube no mesmo rumo.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.