Vocalista dos Eagles of Death Metal homenageia vítimas do Bataclan

Vocalista dos Eagles of Death Metal homenageia vítimas do Bataclan

 

Lusa/AO Online   Internacional   22 de Nov de 2015, 16:03

O vocalista dos Eagles of Death Metal, banda de rock que atuava no Bataclan na noite dos atentados de Paris, prestou um tributo emocionado às vítimas que assistiam ao concerto, afirmando que muitos morreram para não deixarem os amigos.

“Uma das razões pelas quais tanta gente morreu foi porque muitos não quiseram deixar os seus amigos. Havia pessoas que se colocaram à frente de outras para as proteger”, disse Jesse Hughes à revista “Vice”, que hoje divulgou alguns excertos da entrevista.

Com uma voz trémula, Jesse Hughes revelou que todos os jovens que se esconderam no camarim da banda foram assassinados pelos terroristas, à exceção de um que se escondeu debaixo do seu casaco de cabedal.

“Os assassinos entraram no nosso camarim e mataram toda a gente, exceto um miúdo que se escondeu debaixo do meu casaco”, disse o vocalista da banda, num testemunho emocionado sobre o que se passou na noite de 13 de novembro.

Na entrevista, que vai ser transmitida na íntegra na próxima semana, o vocalista da banda estava sentado ao lado do cofundador dos Eagles of Death Metal, Josh Homme, que não estava no concerto do Bataclan, mas que tinha também um rosto marcado pela tristeza.

Os diversos ataques simultâneos em Paris, reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico, fizeram 130 mortos, dos quais 85 na sala de espetáculos Bataclan.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.