Vítor Fraga quer "Simplex" para agricultura


 

Lusa/AO online   Regional   21 de Ago de 2017, 14:26

O candidato do PS à Câmara Municipal de Ponta Delgada, Vítor Fraga, disse que pretende criar um programa "Simplex" para a agricultura, visando licenciar, em dois anos, todas as explorações agrícolas do concelho.


"Pretendemos implementar o 'Simplex-Agricultura', que tem como principal objetivo proceder, no período de dois anos, ao licenciamento de todas as explorações agrícolas que existem no concelho de Ponta Delgada, dando assim resposta a uma exigência do setor", declarou o candidato à agência Lusa.

Vítor Fraga, que reuniu hoje com a direção da Associação Agrícola de São Miguel, na Ribeira Grande, está convicto de que esta medida irá contribuir para "melhorar toda a atividade dos agricultores" e contribuir para o "desenvolvimento do setor", que considerou "ser fundamental" e ter "um peso muito expressivo na economia do concelho".

O candidato às eleições autárquicas de 01 de outubro, que tem vindo a reunir com vários agentes ligados ao setor agrícola, afirmou, por outro lado, que há unanimidade na criação de um "novo ímpeto" na relação entre a autarquia e os munícipes e, concretamente, com o setor.

"Exige-se que haja um maior sentido de cooperação entre as várias entidades públicas e privadas no sentido de resolver os problemas das pessoas", referiu o cabeça de lista que concorre na qualidade de independente, salientando que no setor agrícola a cooperação passa pelo abastecimento de água às pastagens, a par da melhoria dos caminhos agrícolas, alguns dos quais da "inteira responsabilidade" do município.

"A Câmara Municipal de Ponta Delgada pode e deve intervir no desenvolvimento do setor que, face às suas características, tem uma multiplicidade de ações que devem ser promovidas em conjunto por todas as entidades, sejam elas públicas ou privadas, no sentido" de o melhorar, realçou Vítor Fraga.

O cabeça de lista ao município da ilha de São Miguel adiantou que a Associação Agrícola de São Miguel está "inteiramente disponível para trabalhar a partir de 02 de outubro" na "lógica de uma verdadeira equipa por Ponta Delgada", para "solucionar os problemas que afetam o setor", dos quais o município "não pode, nem deve demitir-se de contribuir para a sua solução".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.