Vista Alegre vai fornecer louças para embaixadas espanholas e 'Paradores'


 

Lusa / AO online   Economia   12 de Jun de 2010, 13:25

A Vista Alegre, atualmente controlada pela Visabeira, vai fornecer as 78 embaixadas espanholas no mundo e cerca de uma centena de Paradores, a rede espanhola equivalente às Pousadas de Portugal, anunciou o CEO do grupo português.

Em entrevista à Lusa em Madrid, Paulo Varela explicou que os negócios, fechados recentemente, demonstram o reconhecimento da marca Vista Alegre em Espanha, um mercado onde quer continuar a investir.

“O mercado espanhol é um mercado importante para qualquer empresa portuguesa. Olhamos para Espanha com um prolongamento do nosso mercado onde, por exemplo, a Vista Alegre, já é uma marca muito reconhecida”, disse.

“Acreditamos que com esta nova loja podemos ampliar ainda mais o conhecimento da marca em Espanha, trabalhando com artistas e designers locais, posicionando a marca como uma marca que apela aos espanhóis”, disse.

Paulo Varela, que falou à Lusa à margem de uma intervenção num encontro do Círculo de Empresários e Gestores Espanhóis e Portugueses (CEGEP), esteve em Madrid para inaugurar a nova loja da Vista Alegre.

A loja é a maior da marca no estrangeiro e representa o que a empresa pretende seja uma nova expansão em Espanha onde estuda reabrir a loja fechada há cerca de dois anos em Barcelona e onde tem já 200 postos de venda, incluindo 40 espaços próprios em várias lojas do El Corte Inglês.

Neste caso a Vista Alegre apresenta também uma nova colaboração com o designer espanhol Óscar Marine que desenhou uma coleção especial já à venda em Madrid.

“A Visabeira reconhece a sua responsabilidade no que é ajudar a crescer uma marca que é já embaixadora de Portugal e que é reconhecida em muitos mercados”, explicou Varela.

“Consideramos quando investimos na Vista Alegre que o valor do ativo criava oportunidades de recolocar a marca no local de destaque que merece. Uma marca moderna mas onde não podemos ignorar os seus 200 anos de história”, explicou.

Varela refere que, especialmente em momentos de crise como o atual, é “importante falar de negócios positivos” e que os próprios investimentos da Visabeira nos últimos anos, incluindo na Vista Alegre, devem ser “exemplo e motivação para dar a volta à crise”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.