Viniportugal estreia-se em Pequim


 

Lusa / AO online   Economia   17 de Mai de 2010, 12:20

O consumo anual de vinho per capita na China ainda é inferior a meio litro, 150 vezes menos que em Portugal, mas está a aumentar e, para os produtores portugueses, já é "um dos mercados que mais cresce".
"É um mercado difícil, que requer muita persistência, mas muito apetecível e com excelente potencial", disse esta segunda-feira à agência Lusa em Pequim o presidente da Viniportugal, Francisco Borba.

"Nos últimos seis anos, na China crescemos em média 36 por cento ao ano. É um dos mercados que mais cresce e com melhor performance", acrescentou.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.