Vasco Cordeiro valoriza componente educativa e turística da Casa dos Vulcões

Vasco Cordeiro valoriza componente educativa e turística da Casa dos Vulcões

 

Lusa/AO online   Regional   4 de Abr de 2018, 12:10

O presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro, visitou hoje a obra da Casa dos Vulcões, a inaugurar em 2019 na ilha do Pico, e valorizou a sua "componente educativa", mas também o seu potencial turístico.

Há, no espaço, no concelho de São Roque do Pico, uma "componente de educação, didática, e outra turística, expositiva", assinalou o chefe do executivo açoriano, falando do investimento de cerca de dois milhões de euros.

"É um caminho que está a ser feito, consolidado, e este investimento para além do que serve para a nossa comunidade tem também esse fator de rentabilização", assinalou ainda Vasco Cordeiro, abordando a vertente turística do equipamento.

As obras para a futura Casa dos Vulcões, sita na plena Paisagem Protegida da Cultura da Vinha da Ilha do Pico, arrancaram em novembro e decorrerão até começos de 2019, sendo o objetivo do executivo promover a recuperação do património edificado do núcleo do Lajido de Santa Luzia.

A infraestrutura está a ser desenvolvida com base nas ruínas de dois armazéns tradicionais e visa, com base em critérios científicos e adaptados ao turismo de preservação, proporcionar uma maior divulgação do património geológico dos Açores - vulcões, grutas e outras paisagens vulcânicas.

A Casa dos Vulcões terá uma exposição permanente, com um conjunto de módulos que contam a história dos vulcões dos Açores e do mundo, com destaque para a Cápsula Sensorial, representando um veículo destinado a viagens imaginárias ao centro da Terra e onde serão efetuadas projeções audiovisuais sobre o poder dos vulcões.

O espaço vai ter igualmente um simulador de sismos, uma experiência que será acompanhada de imagens e sons.

Em janeiro, no que refere a dados no Turismo, hoje valorizados por Vasco Cordeiro, os estabelecimentos hoteleiros dos Açores registaram perto de 68 mil dormidas, um acréscimo homólogo de 12,4% face aos cerca de 60 mil de igual período no ano passado, de acordo com estatísticas oficiais.

Segundo dados do Serviço Regional de Estatística dos Açores (SREA), os proveitos totais das cerca de 68 mil dormidas "atingiram 2,9 milhões de euros e os proveitos de aposento dois milhões de euros, correspondendo a variações homólogas" positivas de 19,9% e 18,7%, respetivamente.

Hoje, segundo dia da visita estatutária ao Pico, o chefe do Governo açoriano visita ainda, na Ribeirinha, a empreitada destinada ao aproveitamento dos recursos hídricos e impermeabilização da Lagoa do Paul, bem como a construção de um posto de abastecimento de água.

Na quinta-feira, o presidente do Governo Regional visita o projeto turístico 'Lava Homes', um empreendimento de quatro estrelas que se destaca pela forte componente de sustentabilidade ambiental.

O programa desta visita estatutária, como habitualmente, inclui ainda visitas dos membros do Governo a diversos investimentos em curso, além de reuniões com entidades da ilha.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.