Vasco Cordeiro formaliza candidatura à liderança do PS

Carregando o video...

 

LUSA/AOnline   Regional   27 de Dez de 2012, 17:52

O socialista Vasco Cordeiro formalizou hoje a sua candidatura à presidência do PS/Açores, subscrita por 900 militantes e que decorrerá em janeiro, um ato que assume "com honra e orgulho", mas sem a presença de Carlos César.

“É uma candidatura que assumo com honra, orgulho mas também com a consciência daquilo que se torna necessário fazer para que o PS/Açores continue a ser um partido dos Açores, dos açorianos e da autonomia”, afirmou Vasco Cordeiro aos jornalistas, após formalizar a sua candidatura à presidência do PS/Açores, na sede do partido em Ponta Delgada.

Os socialistas açorianos elegem o substituto de Carlos César nas diretas marcadas para 11 e 12 de janeiro, a que se seguirá o congresso regional na cidade da Horta, ilha do Faial, a 25, 26 e 27 do mesmo mês.

Vasco Cordeiro, que exerce atualmente as funções de presidente do Governo Regional dos Açores, desvalorizou o facto de ter formalizado a sua candidatura sem a presença de Carlos César, alegando que foi acompanhado de 900 nomes.

“Julgo que é bastante gente”, ironizou o candidato socialista.

“Carlos César é uma referência no PS, da autonomia dos Açores e alguém que pelo serviço que prestou e ainda presta ao PS tem demonstrado uma grande atenção e cuidado em relação ao que interessa ao PS e ao que interessa aos Açores”, salientou Vasco Cordeiro.

A candidatura de Vasco Cordeiro foi entregue em mãos ao presidente da Comissão Regional de Jurisdição do PS/Açores, Paulo Linhares Dias.

Vasco Cordeiro foi eleito pela primeira vez deputado à assembleia Legislativa dos Açores em 1996, exercendo entre 2000 e 2003 o cargo de presidente do grupo parlamentar do PS/Açores.

Em 2003 assumiu o cargo de secretário regional da Agricultura e Pescas, que exerceu até 2004, altura em que passou para as funções de secretário regional da Presidência, onde se manteve até 2008, altura em que assumiu a pasta da Economia.

Desde novembro de 2012 que exerce funções de presidente do Governo Regional dos Açores, depois da vitória socialista, com maioria absoluta, nas eleições regionais de 14 de outubro.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.