Vasco Cordeiro defende "avaliação constante" do turismo nos Açores

Vasco Cordeiro defende "avaliação constante" do turismo nos Açores

 

AO/Lusa   Regional   24 de Abr de 2016, 13:24

O presidente do Governo dos Açores defende uma atitude de "avaliação constante" para manter o crescimento turístico, face ao novo modelo de transporte aéreo, afirmando estar a trabalhar para dotar a região dos meios para o rentabilizar.

 

Vasco Cordeiro, citado hoje pelo gabinete de imprensa do Governo dos Açores, participou no sábado na sessão solene comemorativa do dia de São Jorge, promovida pela Câmara Municipal das Velas, e considerou ser preciso estar consciente de que os valores do crescimento "não se manterão se não existir uma perspetiva de avaliação constante, de esforço e de melhoria permanente dos mais variados domínios deste setor".

No caso específico da ilha de São Jorge, registou-se um crescimento superior a dez por cento nos primeiros dois meses de 2016, relativamente ao mesmo período de 2015, ao nível das dormidas, e de cerca de 20 por cento em termos dos proveitos totais.

"Este é mais um indicador consistente do mérito e do acerto da opção por um novo modelo de acessibilidades aéreas à região, o qual, apesar de não dispensar uma monitorização constante e eventuais afinações, está a produzir resultados nas várias ilhas", disse o líder do Governo Regional.

Vasco Cordeiro adiantou que o seu executivo tem vindo a rentabilizar cada vez mais o setor através de iniciativas como o Plano Estratégico e de Marketing do Turismo dos Açores, recentemente apresentado, no qual a ilha de São Jorge se assume como uma pedra angular ao nível do desenvolvimento do turismo de natureza ativa.

O governante declarou que a estratégia para a ilha de São Jorge foi, recentemente, reforçada com a mais-valia resultante da classificação por parte da UNESCO das fajãs como reserva da biosfera, acrescentando que esta distinção deve ser encarada pelas entidades públicas e privadas como mais uma ferramenta importante, valiosa e útil para a criação de emprego, promoção do desenvolvimento e criação de riqueza.

"O mesmo se pode dizer dos investimentos públicos em infraestruturas", afirmou Vasco Cordeiro, ao salientar que, até ao final do primeiro semestre deste ano, estarão a decorrer, ou em fase do processo de escolha das empresas que as vão realizar, obras que totalizam cerca de 60 milhões de euros de investimento público em São Jorge.

 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.