Açores/Eleições

Vasco Cordeiro apela ao voto no PS e critica quem puxa a região para baixo

Regional /
Vasco Cordeiro campanha

1686 visualizações   

O presidente do PS/Açores, Vasco Cordeiro, apelou à mobilização dos eleitores e ao voto no partido no próximo domingo, dia das eleições regionais, e criticou os que na campanha puxam a região para baixo.
 

 

“Termino com este apelo, que se mobilizem aqueles que estão aqui, que se mobilizem aqueles que queriam estar aqui e que, por falta de lugar não conseguiram estar aqui, que se mobilizem todos para dar mais força aos Açores, para dar mais força à nossa autonomia, para dar mais força ao Partido Socialista, porque dessa forma estão a dar mais força ao futuro dos Açores”, afirmou Vasco Cordeiro.

No último jantar comício da campanha eleitoral que, segundo a organização, reuniu 4000 pessoas em Rabo de Peixe, concelho da Ribeira Grande, o candidato pela ilha de São Miguel, o maior círculo eleitoral dos Açores, repetiu que “só contam os votos que entrarem nas urnas no dia 16 de outubro”.

“É por isso que é necessário que todos vão votar, é por isso que é necessário que todos vão votar no Partido Socialista, para que ele continue a ser, como tem sido, o partido da estabilidade, da segurança, da confiança, o partido que coloca os Açores acima de tudo, que dá mais força também à autonomia”, reafirmou Vasco Cordeiro.

Sobre a campanha eleitoral, que termina na sexta-feira, o recandidato à presidência do Governo Regional criticou os que puxaram os Açores para baixo.

“Para o PS dos Açores, ao contrário daquilo que outros fizeram, esta campanha foi também para puxar os Açores para cima, acreditando nos Açores e nos açorianos, na nossa capacidade de trabalho, na nossa capacidade de resistir às adversidades, de acreditar que, por maior que seja o desafio, por mais alto que seja o obstáculo, nós havemos de ultrapassar, nós havemos de o vencer”, adiantou o candidato, considerando que tal não é falta de “consciência ou de humildade de reconhecer” que há “muitos e grandes desafios”.

Segundo Vasco Cordeiro, há caminho a percorrer, por exemplo, na promoção do sucesso escolar ou na qualificação dos açorianos, mas o PS não vê nisso “um pretexto para puxar os Açores para baixo”.

“Vemos sim, com cada vez mais trabalho, com cada vez mais ambição, com cada vez mais empenho uma oportunidade de puxar os Açores para cima”.

O candidato referiu ainda que nos casos do pescador e do agricultor que “querem ter um melhor rendimento para si e para as suas famílias”, o PS não os usa para puxar os Açores para baixo, mas quer “ajudá-los e ajudando-os” quer “puxar os Açores para cima.

Para Vasco Cordeiro, “é também por isso que nesta campanha se assiste a uma onda crescente de apoio, de incentivo, de confiança e de esperança” ao projeto do PS que “chama todos”.

Para a votação de dia 16 estão inscritos 228.160 eleitores que vão escolher os 57 deputados à Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores para os próximos quatro anos.

De acordo com os resultados das eleições, o Representante da República nomeia depois o presidente do Governo Regional que, por sua vez, propõe os membros do executivo.