Açores/Eleições

Vasco Cordeiro anuncia estratégia de combate à pobreza e exclusão social

Vasco Cordeiro anuncia estratégia de combate à pobreza e exclusão social

 

Lusa/AO Online   Regional   11 de Out de 2016, 06:27

O presidente do PS/Açores, Vasco Cordeiro, anunciou uma estratégia de combate à pobreza e exclusão social na próxima legislatura para a qual quer chamar autarquias ou instituições particulares de solidariedade social.

 

“Na próxima legislatura queremos criar e pôr em funcionamento uma estratégia regional de combate à pobreza e à exclusão social, chamando não apenas o departamento do Governo que tem essa responsabilidade, mas chamando todos os departamentos do Governo para que, de forma articulada, se possa dirigir medidas para avançarmos na luta e no combate a esses fenómenos”, afirmou Vasco Cordeiro num comício no concelho do Nordeste, ilha de São Miguel, pela qual é cabeça de lista às eleições legislativas regionais do próximo domingo.

Segundo o candidato, o partido quer chamar “à definição e à implementação dessa estratégia” as autarquias e as instituições particulares de solidariedade social, que “estão no terreno, que sabem melhor do que ninguém aquilo que se passa todos os dias”.

Vasco Cordeiro, também recandidato à presidência do Governo Regional, explicou que esta estratégia assenta em três pilares, um dos quais a educação, “a principal ferramenta” com a qual os Açores devem combater a pobreza e a exclusão social.

O segundo pilar passa pelo emprego, “criando medidas de desenvolvimento económico” e “medidas que possam qualificar” os açorianos, para terem um emprego cada vez mais seguro e melhor remunerado, referiu.

O cabeça de lista por São Miguel, que elege 20 dos 57 deputados no parlamento regional, apontou ainda os apoios sociais como um pilar dessa estratégia.

“Temos consciência que é também a responsabilidade de um Governo Regional do Partido Socialista estender a mão, ajudar a erguer, ajudar aqueles que, por ventura necessitem, a trilhar o seu caminho pelos seus pés, mesmo com uma ajuda inicial da parte” do executivo, adiantou Vasco Cordeiro.

Afirmando que esta iniciativa “não pretende ser a estratégia do Governo”, mas “um desígnio regional, um objetivo de toda a região”, o cabeça de lista declarou que se pretende que esta se dirija em especial aos “mais fragilizados” da sociedade, crianças, jovens e idosos.

“É esse o nosso compromisso e temos perfeita noção e convicção de que seremos capazes de, com a implementação desta estratégia, dar passos significativos no combate à pobreza e à exclusão social”, realçou.

Aos presentes, Vasco Cordeiro disse ainda que “todos são bem-vindos” neste processo de construir “as soluções” para o futuro da região, “socialistas, não socialistas e até açorianos que têm outra opção partidária que não o PS”.

“Porque o nosso projeto é feito com todos, abrindo os braços a todos aqueles que connosco quiserem colaborar, privilegiando a força das ideias e das propostas, e recusando sempre transformar esta campanha eleitoral num exercício de ataques pessoais”, acrescentou.

Para a votação de dia 16 estão inscritos 228.160 eleitores que vão escolher os 57 deputados à Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores para os próximos quatro anos.

De acordo com os resultados das eleições, o Representante da República nomeia depois o presidente do Governo Regional que, por sua vez, propõe os membros do executivo.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.