Vasco Cordeiro acompanha resultado "com muito interesse" das presidenciais norte-americanas

Vasco Cordeiro acompanha resultado "com muito interesse" das presidenciais norte-americanas

 

Lusa/AO online   Regional   8 de Nov de 2016, 11:27

O presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro, disse que acompanha com "muito interesse" e "muita atenção" o resultado das eleições presidenciais nos Estados Unidos da América, país onde reside uma numerosa comunidade açoriana.

 

“Acompanhamos com muito interesse aquele que será o resultado das eleições norte-americanas, não apenas por circunstâncias que têm a ver diretamente com a nossa região, mas também pelo facto de termos uma comunidade emigrada numerosa nos Estados Unidos da América e, portanto, acompanhamos com todo o interesse e muita atenção”, afirmou Vasco Cordeiro aos jornalistas, em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel.

Segundo a Direção Regional das Comunidades, que cita dados dos últimos censos norte-americanos, a comunidade portuguesa nos Estados Unidos é de cerca de 1,4 milhões de pessoas, estimando-se que 70% seja de origem açoriana.

Não obstante estar representada em todos os estados daquele país, a comunidade açoriana é mais expressiva na Califórnia, Massachusetts e Rhode Island.

Entre 1960 e 2014, saíram da região com destino aos Estados Unidos 96.292 emigrantes, informou a Direção Regional das Comunidades.

À pergunta o que será melhor para os Açores, se a eleição de Hillary Clinton ou de Donald Trump, Vasco Cordeiro declarou que, enquanto presidente do executivo açoriano, é sua responsabilidade “trabalhar com aquele que for o resultado destas eleições”.

“Os dois candidatos dos maiores partidos que estão em presença têm perspetivas, estilos, abordagens muito diversas em relação às matérias que dizem desde logo mais respeito à nossa comunidade e dizem também respeito aos Açores”, declarou o presidente do Governo Regional, reafirmando o acompanhamento das eleições “com muita atenção para que também” se possa “defender os interesses” da região e “atender àqueles que são os interesses” das comunidades açorianas no que estiver ao alcance do executivo.

Para Vasco Cordeiro, a escolha que se faz hoje nos Estados Unidos da América interessa a este país, mas também a todo o mundo, “pelo papel relevante” que assumem a nível mundial.

“Naturalmente, que aguardamos com muita expectativa”, acrescentou.

Mais de 200 milhões de eleitores norte-americanos, um número histórico, estão registados para votar nas eleições de hoje nos Estados Unidos, que vão determinar quem será o 45.º Presidente da história norte-americana.

Para estar ao seu lado na corrida presidencial, para o cargo de vice-presidente, Donald Trump e Hillary Clinton escolheram Mike Pence e Tim Kaine, respetivamente.

Outros dois nomes participam na corrida à Casa Branca: o ex-governador republicano do Novo México e candidato do Partido Libertário (o terceiro maior partido dos EUA), Gary Johnson e a candidata presidencial do Partido Verde, Jill Stein.

O nome do futuro Presidente dos Estados Unidos não deverá ser conhecido antes das 22:00 (hora da costa leste, ou seja, 03:00 de quarta-feira em Lisboa).

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.