Vânia Rovisco estreia novo espetáculo no Teatro Micaelense

Vânia Rovisco estreia novo espetáculo no Teatro Micaelense

 

Ana Carvalho Melo   Cultura e Social   24 de Jul de 2017, 17:15

No âmbito da programação Walk&Talk 2017, o Teatro Micaelense acolhe na próxima 6ªfeira, dia 28, a estreia do espetáculo Equanimidade - Ânimo Inalterável.

 
 
Com direção artística da coreógrafa Vânia Rovisco, o espetáculo reúne na equipa artística criadores açorianos e conta com a colaboração especial de Jochen Arbeit, músico e compositor alemão, fundador da Automat e que passou por bandas como Die Haut e The Jever Mountain Boys.
 
Equanimidade - Ânimo Inalterável funde vários códigos de apresentação: dança, instalação, artes visuais, luz e paisagens sonoras. Na criação sonora, Jochen Arbeit utilizou discursos e reflexões de artistas diversos: John Cage, Marina Abramovic, Lydia Lunch, Timothy Leary, Miles Davis, Tilda Swinson, Lee Scratch Perry e Laurie Anderson. Esta invocação de materiais, que se interlaçam entre si perante o espectador, instala-se no palco para ser escultura, cinema, música, movimento, divagação e reflexão que apela à sensibilidade de cada espetador. Os vários estados e histórias que produzem convocam necessidades e reflexões comuns a todos - são partilhas.
 
Vânia Rovisco define-se, desde 2008, como artista visual performativa, inserindo o corpo na galeria de arte, onde expande o seu trabalho para outros médiuns – instalações ao vivo, luz, vídeo. Entre 2001 e 2007, foi intérprete da coreógrafa Meg Stuart/Damaged Goods. Dá workshops, faz direção de movimento e continua a trabalhar como intérprete. Entre 2012 e 2015, colaborou em termos curatoriais com o Museu Arpad Szenes Vieira da Silva. Em 2013, estreou The Archaic, Looking Out, The Night Knight e, em 2014, encenou Silos de carros e estradas giratórias. É cofundadora de plataforma artística Aktuelle Arquitektur der Kultur –AADK, e o seu mais recente projeto Reacting to Time - portugueses na performance lida com o arquivo e transmissão de obras a partir de finais dos anos 60.
 
Equanimidade - Ânimo Inalterável integra o Programa Residências Artísticas - Artes Performativas do Walk&Talk e é coproduzido pelo Teatro Micaelense e pelo Arquipélago - Centro de Artes Contemporâneas.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.