Van Zeller defende pagamento dos prémios a António Mexia


 

Lusa / AO online   Economia   8 de Abr de 2010, 16:50

O ex-presidente da CIP, Francisco Van Zeller, sublinhou hoje que existe um contrato assinado estabelecendo os objectivos e os prémios para os gestores, e que este tem de ser cumprido, comentando a polémica em torno das remunerações de António Mexia.
À margem do encontro de empresários com Graça Machel, sob o tema "O Mercado da África Austral", Francisco Van Zeller comentou a polémica em torno das remunerações do presidente da EDP, lembrando que não são os gestores que definem os prémios que vão receber e que estes são atribuídos com base nos objectivos e nos termos definidos nos contratos.

"As pessoas, quando assinam um contrato, têm de o cumprir. (…) Existe um contrato escrito com objectivos a atingir e com prémios estabelecidos, senão querem esse contrato denunciem-no, esse e os outros, não podem é, quando um contrato está em vigor, estar a reclamar do resultado desse contrato", disse o ex patrão dos patrões.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.