Habitação

Valor médio da avaliação bancária continua a cair em Novembro

Valor médio da avaliação bancária continua a cair em Novembro

 

Lusa   Economia   28 de Dez de 2011, 10:51



O valor médio da avaliação bancária na habitação em Novembro caiu 0,5 por cento face a Outubro e 3,8 por cento em termos homólogos, fixando-se em 1088 euros por metro quadrado, revelou o INE.
Os valores constituem uma quebra menos significativa do que a registada em Novembro, indicou o Instituto Nacional de Estatística (INE), mês em que a variação se fixou numa queda 1,0 em cadeia.

No entanto, em Outubro, a queda de 3,5 por cento em termos homólogos foi superior à observada em Novembro, avança o INE em comunicado.

Segundo o Inquérito à Avaliação Bancária na Habitação, publicado hoje pelo INE, foi na Região de Lisboa que o valor de avaliação mais decresceu (6,3 por cento), ao contrário da Região Autónoma da Madeira, onde os valores das avaliações bancárias mais subiram, fixando-se em 2,1 por cento.

Em termos de variação mensal, na Região Autónoma da Madeira observou-se a maior descida (2,9 por cento), ao passo que na Região Autónoma dos Açores o aumento verificado foi de 3,2 por cento.

Os dados do INE permitiram concluir que a avaliação bancária à habitação no Centro do país foi de 927 euros por metro quadrado, sendo a que apresenta o menor valor, ao passo que a Madeira surge com as melhores avaliações bancárias ao nível das habitações (1.436 euros por metro quadrado).

O indicador do valor médio de avaliação da habitação é fundamental para quem procura comparar casa através do recurso a um empréstimo por parte dos bancos em Portugal.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.