Vaga de frio polar na Europa causa 10 mortos na Polónia

Vaga de frio polar na Europa causa 10 mortos na Polónia

 

Lusa/Açoriano Oriental   Internacional   7 de Jan de 2017, 13:38

Uma vaga de frio polar está a assolar vários países da Europa como a Polónia onde as temperaturas negativas causaram já 10 mortos nos últimos dois dias.

 

O Centro Governamental de Segurança Nacional da Polónia divulgou que 10 pessoas morreram nos últimos dois dias naquele país onde as temperaturas baixaram aos -20 graus centígrados em algumas regiões.

Já em Itália a vaga de frio que chegou sexta-feira ao país causou a morte a dois sem-abrigo e levou ao encerramento dos aeroportos de Bari e Brindisi, localizados na região sudeste do país afetada pela queda de neve abundante.

As autoridades esperam que o número de mortes causadas pelo frio possa aumentar por estarem previstas temperaturas abaixo dos -20 graus.

Com -30 graus, Moscovo foi, segundo a agência RIA Novosti, uma das cidades europeias onde se registaram as mais baixas temperaturas, tendo vivido este ano o Natal ortodoxo mais frio dos últimos 120 anos

Em São Petersburgo, na região noroeste da Rússia onde as temperaturas chegaram aos -24 graus centígrados, a polícia encontrou hoje o corpo de um homem que morreu vítima de hipotermia na última noite.

Mais a sul, na Grécia, um migrante afegão de 20 anos foi encontrado morto quarta-feira por causa das baixas temperaturas que se fazem sentir na região e que já levaram as autoridades gregas a realojar todos os imigrantes e refugiados em casas prefabricadas ou tendas aquecidas.

Na vizinha Turquia uma tempestade de neve levou à paralisação do aeroporto de Istambul e à interrupção do tráfego no estreito de Bósforo.

A vaga de frio chegou também aos Balcãs com as temperaturas a atingirem os -27 graus nas regiões montanhosas da Bósnia e no sul da Sérvia.

A Alemanha conheceu esta noite as temperaturas mais frias deste inverno, tendo sido registados -26 graus em duas cidades da Bavária, no sul do país.

Na origem desta vaga de frio, que deve durar até domingo, estão massas de ar polar com origem na Escandinávia.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.