Uzbequistão diz que mulher mais velha do mundo vivia no país


 

Lusa/AO online   Internacional   1 de Abr de 2015, 17:33

A imprensa do Uzbequistão divulgou que a mulher mais velha do mundo vivia naquela república centro-asiática e que morreu aos 134 anos.

 

Tuti Yusupova, que nasceu a 01 de julho de 1880, "era oito anos mais velha do que a Torre Eiffel [um dos principais ícones da capital francesa Paris]", segundo o diário uzbeque Yorkin Karakalpakstan, citado pela agência russa RIA Novosti.

Segundo o passaporte de Tuti Yusupova, a mulher uzbeque era 17 anos mais velha do que a japonesa Misao Okawa, considerada em 2013 pelo Livro dos Recordes Mundiais do Guinness como a pessoa mais velha do mundo e que morreu hoje aos 117 anos.

Tuti Yusupova, que trabalhou durante muitos anos na construção de canais de irrigação, vivia na região desértica autónoma uzbeque de Karakalpakstan (noroeste), na fronteira com o mar de Aral e com o Cazaquistão.

O recém-reeleito Presidente do Uzbequistão, Islam Karimov, que atribuiu em 2008 uma medalha de honra a Tuti Yusupova, declarou 2015 como o ano da terceira idade naquela antiga república soviética.

Na localidade de Karakalpakstan vivem 26 pessoas com mais de 100 anos, enquanto no total do país o número de centenários ascende aos 8.700.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.