Universidades canadianas de Toronto e de York com programas para comunidades lusófonas

Universidades canadianas de Toronto e de York com programas para comunidades lusófonas

 

AO/Lusa   Nacional   16 de Nov de 2014, 09:57

As Universidades de Toronto e de York no Canadá estão a organizar até 01 de dezembro um conjunto de iniciativas que pretendem chegar não só ao público universitário mas também à comunidade lusófona.

 

"Pretendemos chegar a um público universitário com professores e alunos, mas também à comunidade. A ideia é juntar as pessoas que têm origem dos diversos países lusófonos, promovendo a interação entre as diversas comunidades lusófonas aqui em Toronto", afirmou hoje o leitor de português do Instituto de Camões colocado na Universidade de Toronto, João Pedro Vicente, em declarações à agência Lusa.

Aquele responsável explicou que existem várias componentes que levaram à organização de "Entre Margens e Memórias: Representações da Diáspora", que decorre até 01 de dezembro em Toronto.

"O estabelecimento de uma parceria com o projeto de história luso-canadiana, com a promoção de exposições, acompanhadas de palestras, a componente de cinema, com projeções de vários filmes portugueses, angolanos e brasileiros, e a componente de literatura de encontros com escritores" estão entre as iniciativas, salientou.

João Pedro Vicente também abordou a importância do ensino do português europeu na "promoção do contacto com a comunidade portuguesa" em Toronto, que tem uma expressão enorme, embora reconheça que o fluxo de imigrantes do Brasil e de Angola esteja a aumentar.

É também importante "promover a interação com as outras comunidades", pois os alunos das universidades procuram essencialmente o português "porque é uma porta de entrada, não só para o Brasil, mas também para os países africanos lusófonos".

O leitor da Universidade de Toronto sugeriu que talvez faça falta "uma maior comunicação" entre universidades, associações e instituições, pois se todos trabalharem em conjunto "será possível desenvolver uma melhor trabalho na promoção da cultura portuguesa".

No âmbito destas iniciativas, serão ainda exibidos três filmes – o documentário "Cartas para Angola", dos brasileiros Júlio Matos e Coraci Ruiz, na Universidade de York, "Por Aqui Tudo Bem", da angolana Maria Esperança Pascoal, na igreja St. Archangel Michael e "Flores Raras", do brasileiro Bruno Barreto, na Universidade de Toronto.

O Projeto de História Luso-Canadiana terá patente na Universidade de Toronto, de 19 a 21 de novembro, uma exposição de fotografia.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.