Universidade dos EUA desvenda história centenária da imigração portuguesa


 

Lusa/AO online   Regional   16 de Jul de 2015, 15:49

A universidade de Massachusetts, em Lowell, Estados Unidos, prepara uma exposição sobre imigração portuguesa com artefactos centenários recentemente descobertos na câmara municipal desta cidade norte-americana.

 Com o título "Lure of the Spindle: The Portuguese in Early 20th Century Lowell" (A Atração do Tear: Os Portugueses na Lowell do Início do Século XX), a exposição é inaugurada a 06 de agosto e poderá ser visitada até 1 de dezembro.

"A exposição vai explorar as semelhanças e as diferenças entre os imigrantes portugueses que chegaram a Massachusetts no século XIX para trabalhar na indústria baleeira com aqueles que chegaram mais tarde a Lowell para trabalhar nas fabricas têxteis da cidade, ajudando a alimentar a revolução industrial americana", explicou Frank Sousa, diretor do Centro Saab-Pedroso para a Cultura e Investigação Portuguesa da universidade.

Os artefactos foram encontrados no sótão da câmara da cidade e incluem cartas, passaportes, fotografias e vistos.

Na exposição, estes objetos serão acompanhados por outros materiais, como mapas, registos da câmara, artefactos industriais e religiosos, para contar a história destes trabalhadores e das suas famílias.

Os portugueses começaram a instalar-se nesta região no início do século XX, escolhendo os bairros de Back Central, Chapel Hill e City Hall.

A regulação progressista da cidade, que obrigava os jovens imigrantes a ir à escola até completar 16 anos, ajudou ao desenvolvimento da comunidade, que começou por trabalhar, sobretudo, como tecelões e mecânicos fabris.

A igreja de São Francisco de Pádua, construída em 1907 por estes trabalhadores, tornou-se rapidamente o centro da comunidade.

Além das pessoas ligadas à universidade, que acolhe 17 mil alunos, a diretora do Centro da Historia de Lowell, Martha Mayo, disse que "a exposição está pensada para duas audiências: a comunidade luso-americana, como uma forma de a unir, contar as suas histórias e celebrar a sua herança, e o público geral, particularmente grupos de escolas."

Para completar a exposição, a universidade vai ainda organizar uma série de eventos culturais relacionados com a experiência portuguesa na região.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.