Universidade dos Açores suspendeu votação de aumento de propinas

Universidade dos Açores suspendeu votação de aumento de propinas

 

Lusa/AO Online   Regional   3 de Jun de 2015, 15:54

O Conselho Geral da Universidade dos Açores suspendeu hoje a votação de uma proposta de aumento de propinas de 15 euros este ano, para que o Conselho Estratégico da instituição se pronuncie sobre a matéria.

“A Universidade dos Açores tem uma dívida elevada, tem um acordo com o Ministério da Educação para baixar esse valor e, segundo o conselho do Ministério, isso deve ser feito também pelo aumento das propinas e diminuição de despesas”, declarou José Brás, presidente do Conselho Geral.

José Brás, que falava aos jornalistas após uma reunião no ‘campus’ de Ponta Delgada da academia açoriana, referiu que está em cima da mesa do Conselho Geral um aumento de propinas de 15 euros anuais, após uma proposta inicial que apontava para um valor superior.

O Conselho Geral da academia açoriana esteve a apreciar um documento relativo ao Plano de Reestruturação Financeira em vigor com o Ministério da Educação, tendo José Brás recordado que a dívida da Universidade dos Açores é de cerca de dois milhões de euros, valor que tem de ser reduzido.

“Há um compromisso por parte da Universidade dos Açores de diminuir uma determinada verba, de forma gradual, mas que implica um aumento de propinas no futuro, o que não quer dizer que seja já”, declarou o responsável pelo Conselho Geral.

José Brás adiantou que a Universidade dos Açores precisa de 200 mil euros no âmbito do seu acordo com o Governo da República, dando assim um sinal de que está a cumprir o estipulado com o Ministério da Educação, visando dar continuidade ao seu financiamento.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.