UGT fixa aumentos salariais em 3%


 

Carmo Rodeia   Nacional   2 de Set de 2010, 06:23

 UGT aprova hoje a sua proposta de política de rendimentos para 2011, cujo ponto forte será a reivindicação de aumentos salariais de cerca de 3 por cento
A proposta reivindicativa vai ser discutida ao longo da manhã pelo Secretariado da central sindical que a aprovará no final da reunião, deixando aos sindicatos da UGT um referencial para a negociação coletiva.

O secretário geral da UGT, João Proença, disse à agência Lusa que não vai levar para a reunião "um número fechado" mas garantiu que o referencial "será sempre superior a 2 por cento".

O valor a definir terá como base a inflação prevista para 2011 (2 por cento) e parte da produtividade média na economia (1,4 por cento), adiantou Proença.

A UGT vai ainda incluir na sua política de rendimentos reivindicações relacionadas com o combate ao desemprego e promoção do desemprego, negociação coletiva e Código Contributivo.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.