UGT defende "grande entendimento" entre PS, PSD e CDS para mais que uma legislatura

UGT defende "grande entendimento" entre PS, PSD e CDS para mais que uma legislatura

 

Lusa/AO Online   Nacional   27 de Mar de 2015, 17:51

O secretário-geral da União Geral de Trabalhadores (UGT), Carlos Silva, defendeu em Coimbra um "grande entendimento" entre os partidos PS, PSD e CDS.

 

"Se os cidadãos continuarem a depositar a decisão nestes três partidos", deveria ser criado "um pacto" entre PS, PSD e CDS para "mais do que uma legislatura", disse à agência Lusa Carlos Silva.

o pacto deveria ser feito em matérias onde houvesse "convergência" entre estes partidos políticos, referiu, sublinhando, no entanto, que o entendimento a que se refere não seria uma coligação.

As constantes alterações de políticas face às mudanças de governos "criam desgaste" e afetam "a concertação social", frisou Carlos Silva.

O dirigente sindical falava à Lusa à margem do Seminário "Trabalho Seguro, pela Saúde", que decorreu na Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra.

Na sessão de encerramento, Carlos Silva afirmou que o Governo "é mau patrão" e "mau exemplo para os privados", no que toca à negociação coletiva, considerando que nos últimos quatro anos assistiu-se a "um esbulho de direitos dos trabalhadores".

O secretário-geral da UGT criticou o Governo por se apresentar como "bloqueio" à negociação coletiva.

O Governo "bloqueia algo que é desejado por todos", constatou.

"Já acabou a ‘troika'. Então queremos reverter alguns dos direitos que abdicámos", apontou.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.