UE destina 50 milhões de euros à cooperação com bloco sul-americano


 

Lusa / Ao online   Economia   16 de Dez de 2007, 11:14

A União Europeia assinará um memorando de entendimento com o Mercosur nos próximos dias através do qual contribuirá com 50 milhões de euros para o processo de integração regional na América do Sul, segundo fontes da Comissão Europeia.
    O documento será assinado pelo comissário europeu de Economia, Joaquín Almunia, e representantes do Mercosur durante as reuniões paralelas da cimeira do bloco regional sul americano que se celebra entre domingo e terça-feira em Montevideu (Uruguai).

    Almunia chegou hoje a Montevideu, domingo reunir-se-á com o ministro uruguaio da Economia e Finanças, Danilo Astori, e segunda-feira será recebido pelo presidente do país, Tabaré Vázquez.

    Segundo fontes da Comissão Europeia citadas pela agência espanhola EFE, a contribuição europeia de 50 milhões de euros é um “sinal inequívoco do interesse e apoio” da UE ao processo de integração do Mercosur, formado pela Argentina, Brasil, Uruguai e Paraguai, estando a Venezuela em fase de adesão.

    O dinheiro destinar-se-á a apoio institucional, a aprofundar o processo de integração regional, que se iniciou em 1991, e à incorporação da sociedade civil nesse processo, segundo as mesmas fontes.

    Durante a cimeira, Almunía reunir-se-á com os ministros da Economia e Finanças e alguns presidentes dos bancos centrais dos países do Mercosur e dos estados associados para debater as relações económicas entre a América Latina e a Europa.

    O comissário europeu participará ainda, na segunda-feira, na reunião do Conselho Mercado Comum (CMC) do Mercosur, integrado pelos ministros de Negócios Estrangeiros e da Economia.

    A Comissão Europeia foi convidada a participar neste encontro pelo Uruguai, o país que neste semestre tem a presidência do Mercosur.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.