UE condena golpe de Estado no Níger


 

Lusa / AO online   Internacional   19 de Fev de 2010, 17:58

A chefe da diplomacia europeia, Catherine Ashton, condenou esta sexta-feira o golpe de Estado militar no Níger e apelou a "todos os intervenientes para se envolverem imediatamente num processo democrático" visando estabelecer a "ordem constitucional" no país.
Ashton "segue atentamente a crise política no Níger", precisou o seu porta-voz, Lutz Gullner.

"A UE partilha a preocupação da União Africana e da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental em relação aos acontecimentos recentes e apoia os seus esforços de mediação", adiantou Gullner num comunicado.

Os militares tomaram o poder na quinta-feira no Níger, depuseram o presidente, Mamadou Tandja, e dissolveram o Governo.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.