TvTel apresenta novo canal regional do Norte


 

Lusa/AO online   Economia   12 de Dez de 2007, 22:05

A operadora de televisão TvTel, que até final do ano inicia as emissões de um novo canal regional do Norte, anunciou estar a preparar o lançamento de mais canais no âmbito da aposta na produção de conteúdos televisivos.
      Falando durante a apresentação da RNTV - Região Norte Televisão, o administrador Paulo Pereira escusou-se a revelar quantos e qual a natureza dos novos canais, remetendo para Janeiro o anúncio de mais pormenores sobre o próximo projecto da TvTel, que arrancará no primeiro trimestre de 2008.

    "Estamos a preparar canais com viabilidade económica e que preenchem lacunas no universo televisivo", sustentou, apontando como exemplo a RNTV, que se dedicará à actualidade informativa da região Norte, actualmente "esquecida".

    A recente aposta da TvTel na área dos conteúdos poderá também passar pela produção de um canal do Benfica, tendo a operadora apresentado ao clube de futebol uma proposta neste sentido.

    "Estamos na expectativa de discutir mais pormenores com o Benfica", afirmou Paulo Pereira.

    Relativamente ao arranque das emissões da RNTV, o administrador da TvTel, que assume também a direcção deste canal, afirmou que está apenas dependente da autorização da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC), que é esperada ainda antes do final do ano.

    Segundo adiantou, os elementos adicionais sobre o canal pedidos pela ERC foram entregues "há três ou quatro semanas", pelo que a autorização é esperada para "muito em breve".

    O novo canal, que substituirá a extinta Invicta TV na grelha da TvTel, transmitirá 24 horas por dia para todo o país por cabo, fibra e satélite, inicialmente apenas na rede daquela operadora, mas eventualmente depois noutras redes.

    O projecto implicou, até agora, um investimento de 300 mil euros, a que se deverá juntar outro tanto no próximo ano, prevendo-se que o 'break even' seja atingido no final de 2009.

    "No primeiro ano prevemos atingir 600 mil euros de facturação e, no segundo, perto de 800 a 900 mil euros", adiantou Paulo Pereira.

    De acordo com os responsáveis da RNTV, este será um canal "de perfil regional, que pretende colmatar a actual lacuna de informação sobre o Norte do país", com forte componente noticiosa em formato de noticiário, entrevistas e grandes reportagens.

    O director de programação da RNTV é Vítor Fernandes, ex-administrador da extinta Invicta TV e da empresa sedeada nos EUA (Finanzza Investments) que detinha o canal e acabou por o vender à TvTel em Janeiro deste ano, oito meses depois do seu arranque e após ter sido acusado pela ERC de emitir sem autorização.

    De acordo com este responsável, a programação da RNTV será dominada por dois grandes noticiários diários, "um deles com uma hora de duração", e cuja apresentação estará a cargo de uma dupla de jornalistas.

    O novo canal, que conta com uma rede de cinco colaboradores regionais na zona Norte, emitirá ainda vários programas de informação, entrevista e debate, com temas que incluem a cultura e o desporto.

    Diariamente, uma "figura conhecida" do Norte comentará a actualidade, contando-se entre o painel de comentadores o médico José Pinto da Costa, mas também com Rui Sá, Antero Braga, Narciso Miranda, Rui Estrada e Manuel Monteiro.

    Do quadro de jornalistas do novo canal, que emprega um total de 20 pessoas, fazem parte Fátima Torres, Vítor Fernandes e José Cruz.

    Segundo o director Paulo Pereira, o objectivo é, "rapidamente", estar entre os 15 canais mais vistos na rede da TvTel e, após um ano, estar entre os 10 primeiros.

    A RNTV funcionará em instalações de 1.500 metros quadrados arrendadas em local contíguo à sede da TvTel, no Porto, que albergará também os novos canais a criar pela operadora.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.