Turquia exige "desculpas" a Israel


 

Lusa / AO online   Internacional   12 de Jan de 2010, 17:31

A Turquia exigiu esta terça-feira um pedido de "desculpas" de Israel devido ao modo como tratou segunda-feira o seu embaixador no país e recusou com "veemência" as acusações de anti-semitismo na origem da convocação do diplomata.
O Ministério dos Negócios Estrangeiros exigiu, em comunicado, "desculpas" pela forma, que "não está de acordo com os costumes da diplomacia", como foi tratado o embaixador turco Oguz Celikkol.

"A Turquia espera medidas compensatórias em relação ao comportamento reservado ao nosso embaixador", adianta o comunicado, emitido depois de o embaixador de Israel na Turquia, Gabby Levy, ter sido convocado ao ministério, onde foi recebido pelo sub-secretário de Estado Feridun Sinirlioglu, para ouvir os protestos turcos.

Celikkol foi convocado pelo vice-ministro dos Negócios Estrangeiros israelita, Danny Ayalon, depois da difusão na Turquia de um telefilme considerado anti-semita por Israel, precisou uma fonte diplomática turca.

Ayalon recusou apertar a mão do embaixador turco e obrigou-o a esperar muito tempo antes de ser recebido.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.