Turistas chineses procuram experiências e natureza nos Açores (vídeo)

Carregando o video...

 

Lusa/AO online   Regional   9 de Out de 2014, 17:00

O investigador e diretor do China Outbound Tourism Research Instittute (COTRI), Wolfgang Arlt, defendeu que mais do que bons hotéis o que os turistas chineses procuram numa deslocação aos Açores são experiências, autenticidade e natureza.

 

“Se eles quiserem ir para um hotel de cinco ou sete estrelas vão para o Dubai ou para Macau. Os que vêm cá têm interesse por experiências locais”, afirmou aos jornalistas Wolfgang Arlt, à margem de uma conferência em Ponta Delgada sobre o tema “Açores no mercado do turismo chinês”, organizada pela Fundação Jardim José do Canto.

Para o reputado sinólogo o turista chinês que se desloca aos Açores procura, essencialmente, “alta qualidade, autenticidade e experiências” e locais como o palácio e parque no Jardim José do Canto, em Ponta Delgada, “são exatamente o que eles procuram, porque é o que eles não podem encontrar na China ou no Dubai”.

“Os Açores podem pôr-se no mapa dos turistas chineses dizendo-lhes o que têm de específico, como, por exemplo, são o único sítio na Europa onde se produz chá. Isso é muito interessante, porque foi feito com ajuda de pessoas de Macau e os turistas podem orgulhar-se disso”, referiu Wolfgang Arlt, acrescentando que as ilhas também têm para oferecer ar puro, águas quentes e vulcanismo.

Para o diretor da COTRI o turista chinês que visita os Açores é “rico, importante e está habituado a ser bem tratado” e escolhe o arquipélago “para mostrar aos outros que é sofisticado, que pode pagar e não vai para Paris como todos os outros, pois prefere algo especial, único”.

Wolfgang Alrt deslocou-se aos Açores a convite da Fundação do Jardim José do Canto, especificamente para dar uma formação e informações aos empresários locais sobre o potencial do mercado do turismo chinês para o arquipélago.

O secretário açoriano do Turismo e Transportes reconheceu o enorme potencial do turismo chinês e reconheceu que só através de um contínuo trabalho conjunto, entre público e privado, será possível atrair mais turistas e afirmar o destino Açores.

“Ao longo desta última década e meia os Açores têm vindo a afirmar-se como um verdadeiro destino turístico. A qualificação, modernização, inovação e diversificação da oferta turística tem estado, está e estará sempre no topo das nossas prioridades numa estratégia bem definida de construirmos um destino sustentável, assente na harmonia e respeito pelo que melhor nos identifica e diferencia”, afirmou Vitor Fraga.

Por considerar que a busca de novas oportunidades diz respeito a todos, o governante desafiou os empresários a valorizarem e promoverem cada vez mais os seus produtos turísticos, recordando que para tal podem recorrer ao sistema de incentivos em vigor “Competir +”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.