Tsipras pede voto "não" em nome da democracia e da dignidade

Tsipras pede voto "não" em nome da democracia e da dignidade

 

LUSA/AO online   Internacional   3 de Jul de 2015, 19:41

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, afirmou hoje que o referendo de domingo é "uma celebração da democracia" e pediu aos gregos que enviem à Europa uma mensagem de dignidade e de democracia

"No domingo, não decidimos apenas viver na Europa, decidimos viver com dignidade na Europa. Lutar e viver como iguais na Europa”, disse Tsipras num breve discurso na praça Syntagma perante mais de 20.000 apoiantes do “não”.

“Ninguém tem o direito de ameaçar dividir a Europa”, acrescentou.

Dirigindo-se a todos os gregos, o primeiro-ministro pediu-lhes que “voltem a fazer História no lugar onde nasceu a democracia” e rejeitem “o ultimato” dos credores internacionais.

“O povo da Grécia provou várias vezes ao longo da História que sabe responder aos ultimatos. Os ultimatos às vezes transformam-se em bumerangues. Convoco-vos novamente a fazer História. Convoco-vos novamente a dizer ‘não’ aos ultimatos”, disse.

No domingo, os eleitores gregos são chamados a decidir, em referendo, se aceitam ou não as novas medidas de austeridade propostas pelo Fundo Monetário Internacional, Comissão Europeia e Banco Central Europeu.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.