Covoada

Trilho antigo das Sete Cidades poluído com "monstros"

Trilho antigo das Sete Cidades poluído com "monstros"

 

Francisco Cunha   Regional   19 de Jul de 2010, 10:35

Um caminho de terra na freguesia da Covoada, que servia antigamente de acesso às Sete Cidades e é utilizado presentemente como caminho agrícola e trilho turístico por empresas de Jeep Safari, encontra-se poluído com lixo de grandes dimensões, conhecido por "monstros".
A denúncia foi realizada através de um operador de uma empresa de animação turística, que quis permanecer no anonimato, e cujas queixas foram confirmadas por outros profissionais da área, que utilizam esse troço nos seus passeios.

Como é possível observar nas fotos, o lixo acumulado no caminho vai desde caixas de cerveja a arcas frigoríficas, pneus, barrotes e até restos de queimadas. “É uma pouca vergonha o que se passa aqui. Os turistas vêm até aos Açores seduzidos pelas imagens das Sete Cidades, das duas lagoas e encontram frigoríficos à beira da estrada!” lamenta o empresário.

“Ultimamente eu nem passo por lá e se tenho que passar, peço aos clientes para desviarem a cara”, frisou.

Sendo hoje em dia considerado um caminho agrícola, a responsabilidade pelo dito trilho está a cargo da Secretaria Regional da Agricultura, através do Instituto Regional do Ordenamento Agrário (IROA).

Contactado sobre o problema, fonte do IROA confirmou o problema e indicou também que a limpeza destas zonas acarreta o problema da reincidência da poluição por parte das pessoas.

“Muitas vezes as entidades oficiais vão lá e limpam o local convenientemente. Mas meses depois voltamos lá e já está carregado de entulho novamente”, indicou a fonte do IROA.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.