Conjuntura

Trichet quer que Grécia tome medidas adequadas para reduzir défice

Trichet quer que Grécia tome medidas adequadas para reduzir défice

 

Lusa / AO online   Economia   14 de Jan de 2010, 14:37

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, aconselhou esta quinta-feira a Grécia a "tomar medidas adequadas para reduzir o seu défice", mas considerou "absurda" a hipótese de uma possível saída daquele país da Zona Euro.
Na conferência de imprensa que se seguiu ao conselho dos governadores do BCE, Trichet explicou, quando questionado sobre a situação das finanças públicas da Grécia e de outros países da área euro, que "há muito trabalho por fazer e é necessário implementar medidas adequadas de política fiscal para todos os países e, muito importante, para os que têm dificuldades especiais".

Numa alusão directa à Grécia e à Irlanda, o presidente assinalou que "devem introduzir estratégias para fortalecer a sua competitividade".

A Grécia enfrenta dificuldades para recuperar a credibilidade nos mercados, depois de baixado as previsões para o défice e de ter sofrido um conjunto de revisões em baixa na sua notação de risco por parte das agências internacionais.

O país enfrenta também um aumento no desemprego, que poderá dificultar a capacidade do governo para fazer cortes na despesa pública.

O BCE manteve hoje, numa decisão unânime, que o preço do dinheiro na Zona Euro se manterá no nível historicamente baixo de um por cento, antecipando que "a economia da Zona Euro crescerá a um ritmo moderado em 2010".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.