Paquistão

Tribunal paquistanês condena cinco jovens norte-americanos


 

Lusa / AO online   Internacional   24 de Jun de 2010, 11:54

Cinco jovens norte-americanos que entraram no Paquistão para contactar com elementos da Al-Qaida foram condenados esta quinta-feira a 10 anos de prisão por um tribunal antiterrorista de Sargodha, no centro do país.
Os cinco jovens, norte-americanos de ascendência paquistanesa, etíope, eritreia e egípcia, fugiram às famílias nos Estados Unidos e foram detidos em Dezembro de 2009 em Sargodha.

“Cada um deles foi condenado a 10 de prisão (depois de terem sido) considerados culpados de terrorismo”, declarou à imprensa o procurador do tribunal, Akram Cheema.

O julgamento decorreu à porta fechada.

Uma fonte da defesa, citada pela televisão Express TV, disse que os condenados, de idades compreendidas entre os 19 e os 25 anos, vão recorrer da sentença para o Tribunal Superior de Lahore (leste).

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.