Tribunal da Horta condena 15 pessoas por tráfico de droga

Tribunal da Horta condena 15 pessoas por tráfico de droga

 

Lusa/AO online   Regional   18 de Dez de 2014, 16:51

O Tribunal da Horta condenou 15 arguidos a penas de prisão entre 1 a 12 anos, pelos crimes de tráfico de estupefacientes nas ilhas do Faial e do Pico.

 

O caso, que começou a ser julgado há mais de dois meses, envolvia inicialmente 19 arguidos e mais de uma centena de testemunhas, embora o coletivo de juízes que apreciou o processo só tenha condenado 15 deles, sete dos quais com penas suspensas.

Os arguidos em causa, com idades entre os 23 e os 54 anos, tinham sido detidos há mais de um ano numa operação policial em que participaram 50 agentes da PSP, que efetuaram 30 buscas domiciliárias e apreenderam 17 mil doses de estupefacientes (cocaína, heroína, haxixe e liamba).

Na altura, as autoridades disseram ter desmantelado uma "rede organizada" de tráfico de droga, que funcionava a partir do concelho da Amadora, em Lisboa, de onde saíam os estupefacientes com destino aos Açores.

Carlos Ribeiro e João Raposo foram os arguidos condenados às penas mais pesadas (12 e nove anos de cadeia, respetivamente), por tráfico agravado e por serem reincidentes na prática destes crimes.

No final da leitura do acórdão, o juiz Miguel França admitiu que as penas eram "muito pesadas", mas lembrou que resultaram da atividade, também ela considerada "grave", dos arguidos, alguns dos quais omitiram dados à Justiça e negaram o seu envolvimento no caso.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.