Tribunal considera legais deliberações da Assembleia Geral da SAD

Tribunal considera legais deliberações da Assembleia Geral da SAD

 

Arthur Melo/Luís Pedro Silva   Futebol   24 de Set de 2015, 17:16

O Tribunal de Ponta Delgada não deu razão a Mário Batista e validou os atos da Assembleia Geral Universal da Santa Clara Açores - Futebol SAD que o destituiu e elegeu Rui Cordeio presidente

O Tribunal de Ponta Delgada considerou improcedente a providência cautelar interposta por Mário Batista às deliberações da Assembleia Geral Universal da SAD do Santa Clara, realizada a 24 de junho.

O anterior presidente requeria a nulidade dos atos deliberados naquela reunião mas o Tribunal considerou-os válidos.

Com esta decisão fica assim reconhecida a presidência de Rui Cordeiro na Santa Clara Açores - Futebol SAD.

 

Leia na edição impressa do jornal Açoriano Oriental de sexta-feira, 25 de setembro 2015, os fundamentos da decisão judicial


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.