Tribunal adia leitura acórdão homem acusado de seduzir menores na internet

Tribunal adia leitura acórdão homem acusado de seduzir menores na internet

 

Lusa/AO online   Regional   11 de Nov de 2015, 17:01

O Tribunal de Ponta Delgada adiou a leitura da sentença de um homem acusado de quatro crimes de abuso sexual de criança e 28 crimes de recurso à prostituição de menores, alegadamente seduzidos através da internet.

A decisão deveu-se à alteração, pelos juízes do Tribunal Coletivo, da qualificação jurídica dos crimes imputados ao arguido, de 42 anos e que está em prisão preventiva.

O advogado de defesa confrontado com esta alteração solicitou o prazo de um dia para preparação de defesa, tendo ficado agendado para 16 de novembro a reabertura da audiência de julgamento.

Este caso começou a ser julgado, à porta fechada, no Tribunal de Ponta Delgada, a 20 de outubro, e segundo a acusação, a que a Lusa teve acesso, o arguido terá contactado alguns desses menores "pedindo amizade" através da rede social Facebook.

Um dos primeiros casos apontados na acusação refere-se a um rapaz com quem o arguido terá supostamente mantido relações sexuais, "em troca de quantias que variavam entre os 20 e 25 euros".

Outras vítimas terão sido dois irmãos com quem o arguido terá marcado encontros pela internet e tido relações, alegadamente a troco de dinheiro.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.