Justiça

Tribunal absolveu ex-gestores da OPERPDL

Tribunal absolveu ex-gestores da OPERPDL

 

Lusa / AO online   Regional   12 de Jul de 2010, 15:57

O Tribunal de Ponta Delgada, nos Açores, absolveu esta segunda-feira os dois antigos gestores da Sociedade de Operações Portuárias de Ponta Delgada (OPERPDL), que eram acusados dos crimes de peculato e falsificação de documentos.
Na sentença, a juíza do processo considerou que “não ficou provado” que os dois arguidos se tivessem apropriado de verbas em benefício próprio.

Os dois ex-gestores da OPERPDL eram acusados de ter movimentado verbas da empresa para uma conta conjunta, através de rubricas como ‘gratificações confidenciais’, ‘despesas confidenciais’ ou ‘formação profissional’.

O tribunal considerou provado que as verbas em causa pertenciam a um “saco azul”, através do qual eram feitos pagamentos a trabalhadores indiferenciados e pagas gratificações, tendo servido também para pagar despesas relativas a formação profissional que não foram contabilizadas pela empresa.

Os dois antigos gestores foram absolvidos do crime de peculato, tendo o tribunal considerado extinto por prescrição o procedimento criminal relativo à falsificação de documentos.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.