Treze mil sopas servidas em julho nas festas do Espírito Santo em Ponta Delgada

Treze mil sopas servidas em julho nas festas do Espírito Santo em Ponta Delgada

 

Lusa/AO Online   Regional   30 de Jun de 2016, 19:10

A organização das festas do Espírito Santo em Ponta Delgada, nos Açores, que decorrem de 07 a 10 de julho, prevê servir gratuitamente 13 mil sopas, num evento onde sem-abrigo vão transportar a coroa em prata da autarquia.

 

O programa da 13.ª edição deste evento “religioso, cultural e identitário do povo açoriano”, promovido pela Câmara Municipal e hoje divulgado, tem mais uma vez como mordomo o presidente da autarquia de Ponta Delgada, José Manuel Bolieiro.

Em conferência de imprensa, no Centro Municipal de Cultura, onde estava exposta a bandeira e a coroa em prata do município, esta última com cerca de três quilos, José Manuel Bolieiro explicou que a peça, comprada numa ourivesaria local, vai ser transportada durante o cortejo da coroação por sem-abrigo que integram programas da autarquia.

Já ao presidente da câmara compete transportar uma das coroas mais antigas existentes nas mordomias das 24 freguesias do concelho.

De acordo com o município, no quarto do Espírito Santo, no salão nobre dos Paços do Concelho, vão ficar expostas 85 bandeiras e igual número de coroas, estando as questões de segurança devidamente acauteladas.

“Temos garantias de que, obviamente, quer por via dos nossos colaboradores, da Polícia Municipal e da PSP estão asseguradas todas as condições, à semelhança dos anos anteriores, relativamente à prudência e vigilância”, afirmou aos jornalistas José Manuel Boleiro, assegurando estar preparado “física e emocionalmente” para transportar uma das coroas nas festividades em honra do Divino Espírito Santo.

Esta celebração é cada vez mais, no seu entender, um “cartaz âncora que distingue Ponta Delgada e os Açores como atração turística”.

Um dos momentos que mais pessoas reúnem é o almoço gratuito das sopas, no Campo de São Francisco, no dia 09, tendo sido este ano alterado o sistema de distribuição - cabe aos participantes deslocarem-se aos espaços para receberem as sopas, a servir pelos escuteiros.

Nesta praça estão assegurados 1.200 lugares sentados e é no coreto que vai estar a coroa da autarquia durante o almoço.

Além de um exposição fotográfica, uma conferência e concertos, a festa do Espírito Santo em Ponta Delgada vai contar com um concurso de massa sovada (doce típico), bazar de artesanato e a distribuição por instituições particulares de solidariedade social de 38 “pensões”, com cerca de 20 a 30 quilos de carne cada uma.

Como habitualmente, o sábado, dia 09, ficará marcado pelo cortejo etnográfico na avenida marginal, com mais de 1.000 figurantes, numa média de 45 pessoas por freguesia, quatro grupos folclóricos, 14 folias do Espírito Santo, 60 carros alegóricos e 35 carros de bois.

Ao longo dos quatro dias da festa, que procura valorizar a religiosidade popular e partilhar tradições, está previsto um total de 24 iniciativas.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.