Três estudantes muçulmanos mortos num tiroteio nos EUA


 

Lusa/AO online   Internacional   11 de Fev de 2015, 15:47

A polícia norte-americana deteve um homem suspeito de ter matado a tiro três estudantes muçulmanos na cidade universitária de Chapel Hill, no Estado norte-americano da Carolina do Norte (sudeste), divulgou a comunicação social local.

 

O atirador, um homem de 46 anos identificado como Craig Stephen Hicks, foi transportado para uma prisão do condado de Durham. A polícia não deu pormenores sobre as eventuais motivações do atirador.

As três vítimas foram identificadas como Deah Shaddy Barakat, de 23 anos, a sua mulher Yusor Abu-Salha, de 21 anos, e a irmã desta, Razan Abu-Salha, de 19 anos, segundo o jornal local The le Chapel Hill News and Observer.

O atirador entregou-se às autoridades depois do tiroteio que aconteceu na terça-feira à noite nas imediações do campus da Universidade da Carolina do Norte.

De acordo com os ‘media’ locais, Deah Barakat era estudante do segundo ano da faculdade de medicina dentária.

A sua mulher, Yusor Abu-Salha, ia iniciar os estudos na mesma faculdade no próximo ano. Razan Abu-Salha era estudante na Universidade da Carolina do Norte.

Num comunicado, a polícia local, que confirmou as três vítimas mortais, anunciou que deteve e interrogou “uma pessoa de interesse”, referindo ainda que a pessoa em questão não representa, neste momento, qualquer perigo.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.