Reino Unido

Três deputados trabalhistas processados por despesas falsas


 

Lusa / AO online   Internacional   5 de Fev de 2010, 16:03

Três deputados trabalhistas e um lorde conservador britânico vão ser acusados criminalmente por terem declarado despesas falsas, enquanto um outro caso continua sob investigação, anunciou esta sexta-feira o director do Ministério Público, Keir Starmer.
Os deputados em causa, Elliot Morley, David Chaytor e Jim Devine, são acusados de terem apresentado facturas falsas relacionadas com pagamentos de hipotecas, serviços de informática, material de escritório e despesas de limpeza.

Morley reclamou cerca de 30,4 mil libras (35 mil euros) em prestações indevidas para pagamento da hipoteca, 16 mil (18,3 mil euros) das quais depois de o empréstimo já ter sido completamente saldado, indicou Starmer.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.