Serpa

Tragédia e aflição em lar de terceira idade

Tragédia e aflição em lar de terceira idade

 

Lusa / AO Online   Nacional   31 de Dez de 2007, 11:02

A manhã do último dia de 2007 ficou marcada pela tragédia na cidade alentejana de Serpa, no Alentejo profundo, onde um incêndio num lar provocou três mortos, dezenas de feridos e quase uma centena de idosos desalojada.

    "Vivemos uma grande aflição", desabafou Fernanda Madeira, uma das funcionárias do lar da Misericórdia, que se encontrava na cozinha quando deflagrou o fogo, na zona dos quartos.

    "Vi as chamas e o fumo preto a saírem pela porta e pelas janelas e quando fui para chegar ao telefone para ligar aos bombeiros já não consegui", descreveu à Lusa, de forma emotiva.

    Os primeiros momentos do incêndio para Fernanda Madeira foram acompanhados de uma “grande agitação”.

    "Toda a gente pode calcular qual é a agitação quando começamos a ver tudo preto e cheio de chamas". É uma aflição muito grande. Só quem passa pelas coisas é que sabe. Quem não passa, não faz ideia", desabafou.

    Ao longo da manhã, os idosos, quase todos em cadeiras de rodas e agasalhados com mantas e casacos, foram evacuados e concentrados numa igreja, adjacente ao lar, de onde foram transportados para o hospital da cidade, tendo oito deles sido depois transferidos para Beja e dois para Lisboa.

    Além do corrupio de ambulâncias, também muitos populares, e não apenas familiares dos idosos, presenciaram junto à igreja toda a operação de socorro.

    Para o autarca de Serpa, João Rocha, o incêndio, que causou três mortos, ainda podia ter tido consequências mais graves.

    "O lar ficou muito destruído. Podia ter sido muito pior", frisou, lembrando que a instituição acolhia 102 idosos.

    Também presente no local, o Governador Civil de Beja, Manuel Monge, elogiou a prontidão dos meios de socorro, o que, segundo ele, "evitou uma tragédia maior".

    "Podia ter sido mais terrível", desabafou, relatando que no interior do edifício encontravam-se oito idosos acamados, tendo as chamas calcinado várias cadeiras de rodas.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.