Trabalhadores da RTP querem esclarecimentos do Governo sobre acesso da PSP a imagens da manifestação

Trabalhadores da RTP querem esclarecimentos do Governo sobre acesso da PSP a imagens da manifestação

 

Lusa/AO online   Nacional   25 de Nov de 2012, 10:27

A comissão de trabalhadores da RTP pediu esclarecimentos ao ministro da Administração Interna (MAI), Miguel Macedo, por causa do acesso da PSP a imagens da estação de televisão sobre incidentes da manifestação do dia 14 em Lisboa.

 

Em comunicado, a comissão de trabalhadores (CT) da estação pública de televisão revela mais de vinte questões colocadas a Miguel Macedo, por considerar que o MAI não deu suficientes esclarecimentos sobre o caso, já denominado 'Brutosgate'.

Em causa está a visualização que a PSP fez de imagens da RTP não exibidas e editadas (vulgarmente denominadas como "brutos") dos confrontos que ocorreram a 14 de novembro, dia da greve geral, em frente à Assembleia da República.

Na sequência desta polémica, o diretor de informação da RTP, Nuno Santos, anunciou a sua demissão do cargo, rejeitando qualquer acusação de ter facultado imagens à PSP.

A comissão de trabalhadores da RTP quer saber "quem deu a ordem para ser efetuado o pedido de acesso às imagens em causa à RTP", a quem foi dirigido o pedido, quantos elementos da PSP fizeram o visionamento, e quantos DVD foram entregues à polícia.

Entre o rol de questões, pergunta-se ainda "se a PSP teve acesso a quaisquer outras imagens, através da RTP, nomeadamente imagens não editadas ou difundidas publicamente".

O ministro Miguel Macedo anunciou na sexta-feira que ia pedir à Procuradoria-Geral da República um parecer sobre a legitimidade da PSP ter acesso a imagens de televisão não editadas.

Sobre a situação interna na empresa pública, a comissão de trabalhadores alerta para o risco de ser "amordaçada" num momento em que o "conselho de administração dispara em várias direções contraditórias, para dentro e para fora" e em que o governo "tem na manga um pacote legislativo de dezasseis diplomas sobre a comunicação social".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.