Theresa May confirma que vai manter em funções os seus principais ministros

Theresa May confirma que vai manter em funções os seus principais ministros

 

Lusa/Açoriano Oriental   Internacional   9 de Jun de 2017, 18:07

A primeira-ministra britânica, Theresa May, confirmou que vai manter em funções os atuais ministros das principais pastas no futuro Governo que vai formar com o apoio dos Unionistas da Irlanda do Norte.

 

Assim, mantêm-se o atual ministro das Finanças, Philip Hammond, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Boris Johnson, o ministro encarregado do 'Brexit', David Davis, o ministro do Interior, Amber Rudd, e o ministro da Defesa, Michael Fallon.

O anúncio surge no dia seguinte às legislativas antecipadas do Reino Unido, nas quais o Partido Conservador, liderado por May desde 2016 (quando David Cameron se demitiu do cargo de PM), perdeu a maioria absoluta que detinha no Parlamento.

May já anunciou que formará governo graças ao apoio ao partido unionista da Irlanda do Norte, o DUP.

De acordo com a agência Associated Press, o ministro das Finanças, Philip Hammond, estava a ser falado para sair do executivo, mas os resultados das eleições deixaram pouca margem de manobra a May.

O Partido Conservador obteve 318 assentos (menos 12 do que nas eleições de 2015) e a oito da maioria absoluta.

Theresa May convocou em abril eleições antecipadas com o objetivo de fortalecer a sua maioria na Câmara dos Comuns e reforçar o seu mandato, a dias de começar as negociações com Bruxelas sobre o 'Brexit'.

Quando convocou as eleições antecipadas, os Conservadores detinham uma vantagem de 20 pontos percentuais sobre os Trabalhistas de Jeremy Corbyn, mas essa vantagem esfumou-se nos últimos dias da campanha.

Corbyn foi o grande beneficiário da noite eleitoral, conseguindo um acréscimo de 29 assentos (para 261 deputados).

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.