Irão

Teerão exige libertação de engenheiro iraniano detido pela França


 

Lusa / AO online   Internacional   19 de Jan de 2010, 14:31

Teerão pediu esta terça-feira a libertação de um engenheiro iraniano, Majid Kakavand, detido em Março de 2009 pela França a pedido dos Estados Unidos por ter violado o embargo comercial norte-americano contra o Irão.
“Apesar de inocente, ele é julgado pelo Tribunal. Nós denunciamos esta acção da França que age sob pressão dos Estados Unidos”, declarou Ramin Mehmanparast, porta-voz do ministério dos Negócios Estrangeiros iraniano.

“Esta acção é ilegal e contrária às regras de procedimento judicial e a França deve libertá-lo o mais rapidamente possível”, adiantou.

A justiça francesa deve pronunciar-se a 17 de Fevereiro sobre o pedido de extradição dos Estados Unidos de Kakayand, detido em Março de 2009 no aeroporto de Roissy, de Paris, quando viajava de férias.

O engenheiro iraniano é acusado pela justiça norte-americana de ter comprado a companhias dos Estados norte-americanos de New Jersey, Alabama e Califórnia componentes electrónicos ou instrumentos de medida através de um empresa da Malásia e de os ter exportado ilegalmente para o Irão via Malásia.

O nome de Majid Kakavand foi evocado no âmbito do caso da jovem francesa Clotilde Reiss, que está actualmente a ser julgada no Irão por ter participado em manifestações da oposição em Junho contra a controversa reeleição do presidente iraniano Mahmud Ahmadinejad.

As autoridades francesas e iranianas desmentiram oficialmente qualquer vontade de troca.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.