Teatro Micaelense retoma leituras dramatizadas com "Al Pantalone", de Mário Botequilha

Teatro Micaelense retoma leituras dramatizadas com "Al Pantalone", de Mário Botequilha

 

Lusa/AO Online   Regional   23 de Jan de 2017, 14:36

O Teatro Micaelense, em Ponta Delgada, retoma na quarta-feira as leituras dramatizadas com a peça "Al Pantalone", de Mário Botequilha, um projeto que "visa a difusão de textos teatrais de autores nacionais", foi hoje anunciado.

“O objetivo do projeto é a difusão de textos teatrais de autores nacionais e tentar cativar novos públicos”, disse à agência Lusa o diretor do Teatro Micaelense, Alexandre Pascoal.

Segundo Alexandre Pascoal, trata-se “de retomar um projeto do ano passado, que correu muitíssimo bem, e que passa pela leitura de uma peça de teatro”.

“Não é uma ideia original, acontece noutros teatros, mas sentimos que o teatro é a área artística menos difundida localmente, pelo que queremos contagiar potenciais interessados e tentar que alguns destes títulos possam ser levados à cena aqui”, adiantou.

Destacando a adesão do público, o diretor do Teatro Micaelense reconheceu, contudo, que aquela depende da obra que for objeto de leitura, e salientou o “lado pedagógico” do projeto.

“Qualquer pessoa pode assistir, mas também pode participar na leitura, desde que se inscreva previamente”, declarou, referindo que, este ano, à parceria com a Morada da Escrita - Casa Armando Côrtes-Rodrigues e Instituto Cultural de Ponta Delgada, juntou-se a editora Companhia das Ilhas, permitindo à sala de espetáculos da ilha de São Miguel aceder “a peças de autores mais contemporâneos”.

A leitura dramatizada de “Al Pantalone”, de Mário Botequilha, tem lugar na quarta-feira, às 21:00 locais (mais uma hora em Lisboa), com entrada gratuita.

Tem coordenação de Eleonora Marino Duarte que, em Ponta Delgada, dinamiza o grupo de intervenção artística O Coletivo, onde é atriz, realizadora e relações públicas, e apresentação de Leonor Sampaio, professora auxiliar na Universidade dos Açores, galardoada em 2014 com o Prémio de Humanidades Daniel de Sá, atribuído à obra “Mau tempo e má sorte – Contos pouco exemplares”.

“Al Pantolone” é uma peça original de teatro escrita para o Teatro Meridional, em 2014, sendo “um espetáculo clássico de ‘commedia dell’arte’, mas sobre o momento histórico atual de Portugal e do mundo”, informa o Teatro Micaelense.

Recebeu o Prémio do Público do Festival Internacional de Teatro de Almada 2014, ano em que foi distinguida, também, com o Prémio Nacional da Crítica da Associação Portuguesa de Críticos de Teatro.

Mário Botequilha é argumentista de televisão e cinema, e autor de textos satíricos para jornais e para a rádio, destacando-se o Inimigo Público e a série "Não É Mau", na TSF.

A peça “Al Pantalone” regressou este mês ao palco do Teatro Meridional, em Lisboa, no âmbito da programação comemorativa do 25.º aniversário da companhia, onde vai estar até 05 de fevereiro, de quinta-feira a sábado, às 21:30, e aos domingos às 16:00.

Encenada por Miguel Seabra, é interpretada por Guilherme Noronha, Rui M. Silva, Sofia Correia e Vitor Alves da Silva.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.