Taxa de desemprego da zona euro estabiliza nos 11,5% em novembro

Taxa de desemprego da zona euro estabiliza nos 11,5% em novembro

 

Lusa/AO Online   Economia   7 de Jan de 2015, 09:21

A taxa de desemprego da zona euro estabilizou nos 11,5% em novembro face a outubro, segundo os dados hoje divulgados pelo Eurostat.

De acordo com o gabinete de informação estatística da União Europeia, a taxa de desemprego - corrigida das variações sazonais - ficou estável em 11,5% em novembro face a outubro no total dos 18 países que então compunham a zona, tendo recuado relativamente aos 11,9% de novembro do ano passado.

Nos 28 Estados-membros da União Europeia, por seu lado, a taxa de desemprego fixou-se nos 10% em novembro, abaixo dos 10,1% de outubro e dos 10,7% de novembro de 2013.

Já em Portugal, tal como o Instituto Nacional de Estatística divulgou na terça-feira, a taxa de desemprego voltou a aumentar em novembro pelo segundo mês consecutivo na variação em cadeia, para 13,9%, acima dos 13,6% de outubro. Face há um ano atrás, há um recuo, uma vez que em novembro de 2013 a taxa era de 15,4%.

Em novembro, as taxas de desemprego mais altas da UE foram registadas na Grécia (25,7% em setembro) e em Espanha (23,9%) e as mais baixas na Áustria (4,9%) e na Alemanha (5%).

Já em termos de variação, o maior recuo no desemprego, em termos homólogos, aconteceu na Grécia, mas é de notar que estes dados fazem a comparação entre setembro de 2013 e o mesmo mês de 2014, os últimos dados disponíveis para aquele país, tendo assim a taxa de desemprego passado de 28% para 25,7%.

Também a Hungria teve uma queda pronunciada, numa comparação que se refere a outubro, quando a taxa foi de 7,4%, abaixo dos 9,5% de há um ano atrás.

Em sentido contrário, os maiores aumentos no desemprego registaram-se em Itália (de 12,5% para 13,4%) e na Finlândia (8,3% para 8,9%).

Quanto ao desemprego dos jovens, este atingia 23,7% nos 18 países da zona euro e 23,6% na União Europeia. Em ambos os casos tal significou um aumento de 0,1 pontos percentuais face aos valores de outubro, mas uma queda em relação ao registado em novembro do ano passado, de 23,9% tanto na zona euro como na UE.

Em Portugal, a taxa de desemprego jovem fixou-se em novembro em 34,5%, acima dos 33,3% de outubro e abaixo dos 35,6% de há um ano atrás.

Os países com mais jovens sem conseguirem encontrar trabalho continuam a ser Espanha (53,5%), Grécia (49,8% em setembro), Croácia (45,5% no terceiro trimestre) e Itália (43,9%).

Já as taxas de desemprego jovem mais baixas estão na Alemanha (7,4%), na Áustria (9,4%) e na Holanda (9,7%).


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.